A Obrigatoriedade do Livro Caixa nas Empresas Optantes do Simples Nacional

No Livro Caixa, registram-se todos os recebimentos e pagamentos efetuados, de forma cronológica.

Porém, a utilização do Livro Caixa é facultativa para as empresas que não são optantes do Simples Nacional. Já para aquelas que se enquadram no Simples Nacional, é necessário manter esse registro.

Exemplo de imagem
| O que é Livro Caixa?

O Livro Caixa nada mais é do que um documento no qual são feitos os registros dos fluxos financeiros, ou seja, as entradas e saídas de capital de uma empresa. Entre as muitas regras a serem observadas em sua confecção, é preciso que os registros sejam feitos em ordem cronológica, indicando-se dia, mês e ano.

Portanto, vamos conhecer mais detalhes sobre a estrutura desse documento.


| Como é estruturado um Livro Caixa

Se a empresa se enquadra no grupo daquelas que obrigatoriamente precisam escriturar o Livro Caixa, então é de suma importância conhecer qual é a estrutura que esse documento deve ter. Basicamente, há que se prestar atenção no seguintes itens: data, histórico, crédito, débito e saldo total. Vamos entender cada um deles.

 *Data – Esse é o primeiro item a ser observado na hora de construir o documento. Portanto, observe o saldo anterior constatado na data de início do Livro Caixa.

*Histórico – Nessa coluna é onde estarão registrados efetivamente as ações da companhia, o fluxo financeiro em si. Indique se é um pagamento ou um recebimento, descreva o motivo e informe o valor correspondente.

*Crédito – Nessa coluna devem ser informadas todas as entradas de dinheiro na empresa.

 *Débito – Nessa coluna devem ser informadas todas as saídas de dinheiro da empresa.

*Saldo – Aqui deve ser informado o saldo do dia. Para isso, realize o seguinte cálculo: saldo anterior + valores recebidos – valores debitados.

| Como se dá a escrituração do Livro Caixa?

O processo de escrituração do Livro Caixa é o ato em si do registro de fluxos monetários. Basicamente, o documento pode ser dividido em três partes principais, nas quais estão compreendidos os itens estruturais que já mencionamos anteriormente.

*Termo de Abertura – Parte inicial do Livro Caixa, aqui deve ser indicada a finalidade do documento, o nome da empresa e as suas informações essenciais, como endereço completo e CNPJ. É preciso indicar ainda o número de folhas e a data. O documento deve estar assinado.

*Folhas de Escrituração – Aqui devem ser inseridos os valores, ou seja, as entradas e saídas de capital. Organize as informações por data e disponha-as de forma individual.

*Termo de Encerramento – Essa é a última página do documento. Nela devem ser reafirmados os dados presentes na página inicial bem como data e assinatura do responsável.